Feliz natal e ano novo é o escambal!


Olá querido amigo leitor. Estava sentindo sua falta. Mas não vim aqui falar da falta que me faz escrever meus mequetrefes textos e ver como vocês reagem à eles. Não, não estou aqui para isso. Estou com aqui com outra missão. Falar do insuportável período em que estamos: o final de ano.

As duas últimas semanas do ano são as mais chatas de todas. Chatas ao extremo. Insuportáveis de um jeito que até hoje, nessa minha curta jornada por esse mundão, ainda não consegui entender como as pessoas gostam disso. Mas sou apenas uma voz dissonante. Quase todo mundo gosta desse clima de felicidade, alegria estampada no rosto de todos (aquele sorriso congelado na cara das vendedoras nas lojas me faz ficar imaginando como elas conseguem essa proeza), pessoas desconhecidas falando cordialmente com você, o vermelho, verde e branco dominando tudo, as músicas irritantes, os papais Noéis com suas barbas postiças e molambentas e um monte de outras coisas que faz com que essas semanas sejam as mais torturantes de todas.

Podem me acusar do que quiserem. Tenho certeza que me acusarão de ranzinza, de chato, de mala, de velho precoce. Podem fazer isso.

O final de ano é o momento máximo dos clichês. Tudo é repetido do mesmo jeitinho sem tirar e nem pôr. Igualzinho sempre. Mas, além disso, existem outros motivos que tornam essa época a mais chata do ano. Vou falar de alguns, assim muito rapidamente, porque o álcool está pouco no copo e preciso enchê-lo (mentira, o leite já está acabando e as bolachas estão escasseando também).

O Natal é a data maior da babaquice. É nele que todos se orgulham da sua estupidez. No natal tem o tipinho que é o grande pensador que descobriu algo máximo e que está divulgando para todos: o verdadeiro significado do Natal. Você sabe o que realmente significa o Natal? Não? Como não? É a comemoração do nascimento do salvador da humanidade, Jesus Cristo. Esse é o verdadeiro significado do natal. Além desse tipo, tem o desdobramento desse, que é o que fica recriminando quem faz compras natalinas como se fosse a coisa mais pecaminosa de todas. Afinal, natal não é só presentes, futilidades, é também uma época de reflexão, onde temos que pesar tudo o que fizemos; guardar o que foi bom e ignorar as coisas ruins. Meu amigo vá à merda! No natal tem aquele que é o comunista, pois o natal se perverteu, se tornou uma data somente de compras, que servem para encher os bolsos dos empresários, deixando uma pequena parcela rica e a outra, muito maior, mais pobre do que está. Serve para alienar a massa de manobra do capitalismo voraz para algo completamente desvirtuado do real significado, que é de ver o próximo como a si mesmo, de demonstrar carinho, amor e perdão. Eu, que já tenho asco desse tipinho nos outros dias do ano, na época natalina tenho meu ódio aumentado. Dentro de outro universo o natal é algo mais sofrível ainda: o universo dos ateus, céticos, humanistas, secularistas e afins. Sou ateu, como todos sabem, mas nessa época pego raiva de uma parcela dos ateus e afins. Esses ateuzinhos enchem caixas de e-mails, redes sociais e onde mais der, de “criativas” formas de mostrar a origem pagã do natal. Você já parabenizou o aniversariante do dia 25 de dezembro? Pois é, Newton precisa dos seus parabéns. Grandes aniversariantes do dia 25 de dezembro: Krishna, Dionísio, Horus, Joel Santana, Mitra. Feliz nAteu é o teu rabo! Além dos ateus chatos, tem outro gênero de chato: o sincero. Esse aí é o crítico da grande hipocrisia que existe no período natalino. Todos são hipócritas, menos ele claro. O pior é quando acontece a ceia. Nossa senhora, que momento! A família toda reunida, aquela tua tia gorda que quando rir a quadra toda ouve, aquele teu tio com aquela piada do patê, teus parentes que surgem de buracos negros do nada, enfim, é o caos!

Aí passou o natal. Todos, que já estão 5 quilos mais gordos, vão se preparar para a passagem de um ano para outro. As vitrines das lojas ficam apinhadas de roupas brancas, dos mais diversos modelos, mas sempre com a mesma frase: Feliz Ano Novo! Acontece então o tal do amigo oculto, seja na empresa, na casa, ou com amigos. Sempre acontece. O valor mínimo estipulado para o preço do presente nunca é respeitado (só pessoas ricas, que não é o caso dos leitores deste blog, compram presentes muito acima do valor mínimo). Aí você se esforça pra comprar um presente legal (comprar aquele relógio caro pra caramba) pra ganhar uma lembrancinha (uma meia).

Mas leitores queridos, o pior ser dessa época mesmo, é aquele blogueiro barbudo, que vive trancafiado no seu quarto sujo, que vive falando de coisas que ninguém se interesse, que escreve um textinho meia boca esculachando as festas de final de ano. Esse tipo aí…vixe, não chegue nem perto.

Está dito por que não gosto do final do ano, porque não suporto o natal (nem as comidas me deixam menos rabugento) e muito menos festinhas de virada do ano. Não desejo feliz natal e nem um próspero ano novo. Só desejo saúde, porque com ela, vocês podem se virar pra conseguir o resto.

Sobre Ricardo Silva

Sem talento para auto definições.
Esta entrada foi publicada em Coisilidades. ligação permanente.

5 respostas a Feliz natal e ano novo é o escambal!

  1. ana diz:

    Acho que posso resumir o que vc acha em poucas palavras: Feliz Natal e Próspero Ano Novo de cu é rôla…😀

  2. Orquidea diz:

    Eu ODEIO DEZEMBRO, assim em caixa alta para frisar.

    Olha eu estou com muita pena de mim, mas esse ano vou experimentar um comentário que li num outro post sobre o assunto.
    Vou fingir que não tá acontecendo, que estou num sonho (pesadelo).
    Tentar ficar longe quando der, e encher a cara para passar rápido quando der por mim já passou.
    Você esqueceu, de uma coisa aquelas pessoas que sabem que vc não curte e faz de um tudo para te envolver.
    E vou aliás já comecei, falsidade, fingir que gosto para as pessoas me deixarem em paz…
    Desculpa sou uma pessoa legal pra caramba, mas se tratando de final do ano meu humor é amargo demais não SUPORTO DEZEMBRO!!
    Abç ae

  3. Kdanada diz:

    Adoro o seu humor ácido. velho precoce/ só pessoas ricas, que não é o caso dos leitores deste blog/ Como assim?! kkkk / aquela sua tia gorda que quando rir a quadra toda ouve. Concordo com muita coisa que você diz, outras obviamente não. Parabéns pela qualidade dos textos.
    Bjos!

  4. Daniela Duarte diz:

    Caramba,eu ri de muita coisa,porque é verdade…=D LOL…

  5. 1111 diz:

    Dos tipinhos de ateus, você é o tipinho sincero? estou correto?

Faça seu comentário. Exponha sua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s