Para ser escritor tem que escrever


Preciso me organizar. Organizar as idéias, as leituras, mas a vida não. Essa não tem como organizar. Vou deixar do jeito que está. Falo isso porque tenho certas ambições e para alcançá-las, preciso me organizar. Preciso fazer as coisas andarem, e agora elas estão paradas. Monotonamente paradas, diria paradas de forma irritante. Fico frustrado com isso. Me dá agonia ficar assim.

Como vocês sabem, ou não sabem?, quero, ambiciono ser um tipinho de ser chamado escritor. Mas não tenho feito por merecer esse “título”. Por enquanto não me acho um escritor. Sou um escritor? Vamos ver…

Hoje eu estava com uma amiga assistindo um filme para passar o tempo. E nele tinha um escritor, ou melhor, um aspirante a escritor como personagem. Não gosto de filmes assim, ou gosto, bem, não sei direito, mas quando vejo filmes assim me dá uma um embrulho no estômago; tudo porque não gosto dessa imagem que se construiu de escritor. Bem, falo isso porque todos os escritores que conheço estão longe do que os filmes retratam. Mas esqueçamos essas digressões desnecessárias… O escritorzinho do tal filme tinha começado um romance, mas não conhecia prosseguir, havia estancado na página 50, não saía dela. E por causa desse seu bloqueio ele não se considerava um escritor, ou pelo menos não um escritor completo, e numa das sacadas do filme vem a frase muito boa, que diz mais ou menos assim: “Não existem pintores sem quadros, não existem músicos sem músicas, e não existem escritores que não escrevem”. Se você não escreve você não é escritor. Pode ser um babaca que fica pagando de escritor, mas não é um de verdade. De umas semanas para cá, percebi que sou esse tipo de babaca: o que fica pagando do que não é. Não sou escritor. Por quê? Não escrevo. Meu ideal de escritor é aquele que se senta na frente do seu computador, abri seu editor de texto, pensa um pouco e começa a escrever. Faz isso todo dia. Não precisa seguir uma regra, precisa apenas escrever. Não tenho feito isso. Escrever, para quem pretende viver disso, deve ser um exercício diário. Tem que, todo santo dia, sentar e escrever, não importa o quê. Mas tem que escrever. Escrever deve ser uma necessidade na vida dos que querem ser escritores. Não estimulei em mim essa necessidade. Por isso parei para organizar tudo, sem promessas, e começar a viver como escritor – mesmo que não ganhe, por enquanto, nenhum vintém por causa disso – e sentir de forma mais clara e intensa essa vida mergulhada no universo de palavras. Quero isso para mim. Contudo, isso é um trabalho suado. Não depende da inspiração, no que, aliás, não acredito. Isso depende de um esforço e um trabalho intelectual exaustivo, que às vezes será enfadonho, outras  vezes maçante, mas no fim a recompensa vem – ou não.

Em resumo, porque escritores preguiçosos escrevem pouco, quero sair desse marasmo que tomou conta de mim. Tenho plano de escrever um livro ano que vem, mas desse jeito não dá. Assim as coisas não vão andar e esse será mais um “projeto” abandonado. Não desejo essa frustração de novo. Não quero que as coisas andem assim. Pode ser que isso seja “pessoal” demais para compartilhar com vocês, eu ia postar isso no meu blog pessoal, porém acho que é bom vocês saberem que estou me comprometendo comigo de mudar isso. Um escritor que não escreve diariamente, ou com frequência, é um escriba que está carregando um grande peso morto nas costas. Está acumulando ideias que uma hora o matarão, como estão me matando. Vou jogar as ideias fora. Vou fazer com que elas sejam despejadas nas costas de vocês, leitores. Não me esqueço da resposta do Saramago à uma jornalista intransigente que perguntou: “Qual é a função do escritor?”, e Saramago com voz calma e um olhar sereno, disse: “Escrever”.

Sobre Ricardo Silva

Sem talento para auto definições.
Esta entrada foi publicada em Coisilidades com as etiquetas , . ligação permanente.

6 respostas a Para ser escritor tem que escrever

  1. Leila Bomfim diz:

    Olá Ricardo como vai?
    Que interessante, assim como outras pessoas aqui, eu também sinto o mesmo. Adorei a frase do Fabrício que diz “Parece que somos hipócritas em nossos próprios sonhos”, É exatamente isso o que sinto.Assim como você, criei uma imagem de escritor e acho que não me identifico com ela, apesar de já ter publicado o meu primeiro livro. Isso me incomoda muito. Estou te seguindo….um abraço

  2. Concordo plenamente. O que nos machuca, na maioria das vezes, é carregar o fardo pesado da obrigatoriedade e não o leve do prazer. Vamos escrever!

  3. Yo creo que la película a que usted refieres es el brasileño “Histórias de Amor Duram Apenas 90 Minutos”, una obra recomendada por mi persona a tu. Yo tenía convicción que reconocerias la situacción en si propio.

    Muchas gracias y hasta la vista, muchacho.

  4. Kdanada diz:

    Me identifiquei muito com o seu texto Ricardo. Também tenho que sair do marasmo que me encontro, mas tenho certeza que você está no caminho certo será um grande escritor. Bjos!

  5. Eu me vi nesse pequeno trecho…
    Eu por muito tempo escrevia todos os dias exaustivamente, mas, depois de um problema pessoal, de alguma forma isto perdeu a graça.
    Mas as idéias que estão se acumulando dentro de mim, me fazem mal, me tirando o sono.

  6. fabriciomalves diz:

    Gostei bastante e foi numa crise dessa, igual a tua que vi que realmente “Escritor é quem escreve”, é muito ruim a gente não conseguir ser reconhecido, porém, é pior ainda a gente não ser reconhecido e nem ao menos escrever. Parece que somos hipócritas em nosso próprio sonho. Devia ter falado o nome do filme. Rapaz, minha solidariedade, e não faça planos para começar, apenas comece, mesmo que poesias ou contos, muitas vezes, o hábito de uma simples poesia é o que te mantém na atividade, ou para ser mesmo um poeta sério, ou para não parar de escrever e não enferrujar enquanto tua grande obra não vem. Comentei com minha conta errada, agora estou na certa, não aceite a anterior e aceite essa.

Faça seu comentário. Exponha sua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s