O que seria da religião sem a hipocrisia?


Existem regras que não aceitamos, mas que por força da tradição cumprimos, obedecemos. Existem algumas regras que são fundamentais para nossa sobrevivência enquanto seres humanos. Algumas são desnecessárias, criadas simplesmente com a função de manter determinado grupo sob uma tutela para melhor poder manipulá-los. Essas regras, leis ou ordens quase todas foram criadas por algo que é um dos fatores de destruição do ser humano: a religião. Não quero parecer efusivo ou raivoso, mas o que a religião tem feito com os humanos enquanto um coletivo é algo que causa no mínimo revolta.

O que faz com que a religião com, todos os seus mecanismos destrutivos, seja tão corrosiva para a humanidade? Essa indagação resolve-se quando percebemos ao longo dos séculos e do surgimento da religião dentro da história e de como fomos nos reprimindo com as estapafúrdias doutrinas e dogmas criadas pelas mentes religiosas. As regras religiosas num geral possuem um discurso de negação, de prisão. Negam a vida como ela de fato é, e criam uma espécie de realidade paralela onde seu comportamento é justificado e tem todo o aval dos seus respectivos deuses. Na busca de um mundo ou realidade que está além dessa aqui, na busca de uma vida melhor do que essa num universo onde reine a paz e a perfeição, os religiosos criam morais e éticas anti-humanas, anti-felicidade, anti-paz. Mas o que é mais irônico é os religiosos que não conseguem viver a altura dos desígnios de sua religião e comportam-se de forma totalmente distinta do que pregam: os famosos hipócritas.

A pergunta do começo desse texto é muito relevante e a resposta dela é muito simples: a religião não seria nada sem a hipocrisia. Talvez a hipocrisia seja um dos grandes sustentáculos das religiões, pois os ideais de vida que eles pregam estão muito além do alcance de qualquer humano. O motivo disso é que essas normas não foram criadas para humanos, mas para seres que estão treinando para serem semideuses, muito acima do que chamamos de humanos, ou seja, algo inatingível. Por isso a hipocrisia é tão usual para os religiosos. Por isso vemos tantos casos constrangedores de líderes que agem de forma contrária aos seus discursos; por isso que vemos tantos escândalos, sejam de cunho sexual ou financeiro, envolvendo religiosos. Mas se soubéssemos o que se passa por debaixo dos panos… Ficaríamos mais espantados ainda. Mas não falo da corrupção, mesmo essa sendo uma característica bem humana, falo de comportamentos que são normais e corriqueiros, como por exemplo, a homossexualidade ou mesmo o sexo antes do casamento. Muitos religiosos fazem isso escondido como se tivessem cometendo alguma falha. Não estão. Qual é o erro de ser humano? Onde está o pecado de amar alguém que tem o mesmo sexo? O qual é o erro de usufruir de algo tão natural quanto o sexo? Mas não, caros leitores, os religiosos preferem viver nesse mundinho que eles criaram do que serem humanos, na acepção mais literal e essencial do termo. Não, eles preferem negar algo que está dentro deles como se fosse errado. Preferem se esconder atrás de seus livros “sagrados” do que serem felizes (não estou a dizer que todos são infelizes, mas a maioria é). Preferem sofrer por ilusão a dar o braço a torcer. Por causa dessa teimosia existe uma grande discrepância entre os sermões e suas ações; por causa disso a hipocrisia é tão aflorada no meio religioso – afinal, não são apenas os religiosos que são hipócritas.

Enquanto existir hipocrisia existirá religião. Afinal o que será da religião sem a sua principal coluna de sustentação? Parafraseando Voltaire: “Se vocês querem que acreditemos na religião, comportem-se como religiosos”.

Anúncios

Sobre Ricardo Silva

Sem talento para auto definições.
Esta entrada foi publicada em Ateísmo com as etiquetas , , . ligação permanente.

5 respostas a O que seria da religião sem a hipocrisia?

  1. wagner diz:

    As m&rda que tem na religião é culpa das pessoas, -os seres humanos, tão incomprensiveis com os outros e a si próprio – e não de Deus.

  2. wagner diz:

    Concordo, pelo menos xinga só a religião e não deus, quenem eu vi num livro do Dawkins.

  3. Carlos Eduardo diz:

    Acredito profundamente em Deus, mas, a hipocrisia de muitos ‘religiosos’ enche o s…

  4. É pura lógica esse pensamento: “Se quer ser religioso, faça o que sua religião ensina”. Concordo com isso, pq temos exemplos de igrejas ( e não religiões como todo ) que seus seguidores acham que ir pra missa duas vezes por ano, é suficiente para ser chamado de “fiel” daquela igreja.
    Religião causa guerra! fato. Mas não só a religião causa guerras: Das guerras modernas, nenhuma tem fundamentos religiosos em seus verdadeiros princípios, mas a religião é a grande culpada: temos afeganistão, irã, iraque, oriente médio em geral, lutando por água, petróleo e terras cultiváveis. Tivemos a 1ª e 2ª guerra mundial, mas nenhuma iniciou com conflitos particularmente e somente religiosos.
    Só não podemos generalizar que religião é causadora de aflições à humanidade: quantas comunidades religiosas não vivem em paz no mundo? VÁRIAS! Já viram monges tibetanos se degladiando em guerras? Já viram rituais para se preparar para as guerras ultimamente?
    Agente, conhecedores da filosofia, nunca vamos saber a origem dos nossos conflitos e a dos outros, e nem a nossa própria origem, e daí caímos no erro de achar um LARANJA. Acharam.
    Guerras, mentiras, corrupção, genocídio, flagelos… isso existe antes mesmo de ter religião! Todas as origens possíveis do homem traz essa afirmação, seja nos macaquinhos de stanley kubrick em 2001, seja no casal pelado do éden, seja na panspermia cósmica… enfim…

  5. Mauricio diz:

    concordo parcialmente com o que você escreveu. Parcialmente porque apesar de achar suas ideias bem fundamenteadas não axo q a religião ou religioes iriam deixar de existir se nao houvesse hipocrisia no mundo. Tao somente porque acredito que o principal alicerce da religiao é um alicerce tao antigo quanto a humanidade. Pois desde os primordios de nossa historia , nós seres humanos necessitamos de crer em algo maior do que nós mesmos. Pelo simples fato de termos sede de conhecimento e de respostas. Somos os seres mais curiosos da terra, por isso buscamos respostas pra tudo, e como há inumeras questoes as quais nao consiguimos explicar atribuimos elas a seres divinos que cremos existir e que interferem de bom grado em nossa vida. e essa necessidade de acreditar em algo maior é sim o principal alicerce das religioes. E tambem acredito que o outro principal alicerce da religiao é o fato de que a maioria das pessoas se deixam cegar pela religiao, e há aqueles que enchergam esse se deixar cegar como opurtunidade, opurtunidade de manipular essas pessoas cegas em sua religiao, nao cegas em sua fé porque sao coisas totalmente diferentes, manipula las atraves de suas crenças para benefecio proprio, e por agirem em beneficio prorpio muitas vezes acabam por cair na hipocrisia mas se a mesma nao existisse iriam encontrar outra forma de serem hipocritas sem se lo, se voce consegue me entender.
    E por esses motivos e muitos outros que eu acredito que o mal da humanidade não é nenhum outro se nao a religiao, que em vez de unir as pessoas como em sua proposta, faz mesmo é separa las. Por isso passei a diser a todos que me perguntam se tenho religião, que eu não tenho nenhuma, mas ainda tenho minha fé, em uma força maior que rege o universo que alguns chamam de Deus.

    espero nao ter sido incoviniente e nem ter fogido do tema de seu post.

    (dsclpa os erros de portugues alguns sao culpa do teclado mas a maioria eh minha mesmo…xD)

Faça seu comentário. Exponha sua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s