Ciúmes pra quê?


Quando você cria um afeto tão grande por uma pessoa que chega as raias de poder considerar aquela pessoa uma propriedade, pra mim é uma coisa doentia. Só um doente mental pode achar que outra pessoa lhe pertence. Ninguém pertence a ninguém. Ou o antigo e bom “ninguém é de ninguém”. Não existem donos dentro de uma relação (não importa qual seja). Não existe proprietário em nenhum namoro, amizade, fica, pegação de balada. Mas tem uma merda de sentimento (?) que faz com que a pessoa se sinta dona da outra: o tal do ciúme.

Pra mim o ciúme é uma praga. Destrói tudo: o relacionamento em si, a cabeça da pessoa ciumenta (você já reparou que esse tipo de pessoa vive viajando na maionese?) e todo o resto que tentar ficar em pé. Ciúme é aquele tipo de pensamento que fica martelando na cabeça, é aquela bosta que fica cochichando no teu ouvido “você já reparou como ele(a) fica com a(o) Beltrana(o)? É uma gargalhada só. Ele(a) não fica assim com você” ou “e esse ela(e) tiver gostando dele(a)?”. Dessa forma o ciúme vai botando a pulga atrás da orelha e aquele relacionamento que era o motivo do suspiro de todos os amigos vai se transformando num inferno. O ciumento vê motivo pra desconfiança em tudo. Qualquer atrasozinho já é considerado quase uma confirmação de traição. E assim seguem as coisas se destruindo. As duas pessoas vão ficando desgastadas (ou você pensa que é fácil desconfiando de tudo o que outra pessoa faz? Cansa), cansadas dessa rotina de brigas e discussões, e aquilo que era um afeto (outros podem chamar de amor, mas não gosto dessa palavra) vai se transformando num ódio, numa merda que vai fudendo tudo. Até o momento que ou relacionamento termina ou alguém sai morto da parada.

Tenho certeza que alguém (quem?) que estiver lendo isso aqui e for partidário daquela ideia de ciúme saudável, vai argumentar: ah Ricardo! O ciúme é sinal de amor, é querer proteger o que se ama, querer bem o que se tem. Olha amigo (caso você seja um homem) você não engana ninguém e amiga (caso seja mulher), as coisas não funcionam assim não! Esse tal de ciúme saudável aí nada mais é do que um ciúme doentio da era do politicamente correto. Sabe o politicamente correto é aquela máscara que usa-se para esconder o que realmente quer-se dizer (ao invés de eu chamar um cego de cego vou chamá-lo de deficiente visual, mesmo eu querendo chamar ele de cego). Você, ciumento saudável, fica louco quando vê quem você gosta com alguém que você desconfia que possa estar dando em cima dela ou que quer tomar de você. Fica louco! Mas pra não dar piti fica caladinho ou disfarçando.

Eu não tenho ciúme das pessoas. Não sou dono delas pô. Não tenho ciúme porque não sou de desconfiar. Não sou desses aqui que ficam maquinando as coisas. Sou mais pragmático: vou lá e pergunto o que tá rolando. A pessoa pode não ser sincera na resposta, mas fui corajoso em perguntar. Qualquer coisa é só acabar as coisas numa boa e pronto.

Anúncios

Sobre Ricardo Silva

Sem talento para auto definições.
Esta entrada foi publicada em Coisilidades. ligação permanente.

3 respostas a Ciúmes pra quê?

  1. Romario Silva da Silva diz:

    O problema de alguns ciumentos é que pensam videntes, cães farejadores, oniscientes, e pior menospreza-se diante da pessoa que pensa que foi ou esta e ainda vai ser traída, eles estão sempre vendo outras/os dando em cima do objeto de sua paixao, é que esse sentimentos tem como estopim o de me pertence. Aqueles que não sentem ciúme sao poucos, mas ainda que o ciúme inexista, aquele sentimento de perda jaz em todos quando traídos, mas como esse não o tema em discussão, digo porque a maioria do que ciumento ver é um pseudoacontecimento, a maioria deles só traído pelo imaginário dele, não gosto do ciúme mas as vezes ele acaba passando pelo mecanismo de defesa, isso porque nao me sinto bem como ciumento, por isso termino meus relacionamentos quando manifesto essa peste, para não magoa a pessoa, é dificil eu manifesta-lo pois preciso de um motivo contundente, o ciúme é realmente um doença e para toda patologia precisamos de uma cura, essa é a minha cura. merci!

  2. André diz:

    As coisas não são simples cara. Simplificar é se livrar de um todo e pegar só as partes que são fáceis de você lidar, acho que você deveria entendê-las mais amplamente.
    Digamos eu li alguns de seus posts e alguns são bem interessantes mesmo, parabéns, nesse ai não digo que você está errado, mas que sua opinião foi meio condescendente demais =/
    Ciúmes destruidor de realacionamentos e talz, acho que é um título meio clichê. Clichê(para mim) é quando você não tem uma idéia e por isso rouba a de alguém qualquer.
    Se você pergunta para a garota se ela está te traindo digamos, você está sendo ciumento, desconfiado e tudo mais. Se você é um filósofo, intelectual e niilista você é um contrariador e um desconfiado por natureza.
    Aliás deixar de pensar em alguma possibilidade faz de você uma pessoa mais limitada ou mais ampla intelectualmente falando? Ignorar um problema nunca faz com que ele não exista.
    Existem pessoas sem nenhum princípio hoje em dia. Não digo bíblicos, digo Aristotélicos como em Ética a Nicômaco(que é anterior a bíblia). Isso é um dos geradores de ciúmes.
    Você pode tentar, mas será sempre um paradoxo tentar se livrar do ciúmes.
    Acho que talvez inclusive esse seja o maior problema existente. Tentar se livrar de qualquer coisa, você simplismente não vai conseguir. No máximo vai conseguir mentir pra si mesmo que não existe. É dizer que esquecendo que existe preconceito ou burrice no nosso mundo estamos lidando com o problema.
    Ficar irado por ciúmes é obviamente estúpido, mas e se você fizer as contas em uma conversa com sua parceira você se livra dele facilmente não? Se você sente afeto por alguém você se interessa pela vida da pessoa, terá uma comunicação boa com ela, observe um momento em que a expressão dela não estiver cansada(pessoas cansadas não gostam de ficar muito falando obviamente) e pergunte como foi lá(seja lá onde ela foi), se observar com atenção você vai pegar falhas de história, expressões de sinceridade ou mentira, dilatação de pupilas que pessoas apaixonadas dão como sinal de excitação. Ora você pode saber se a pessoa te traiu sem perguntar pra ela. É mais complicado, mas o que é um exercício para a mente de quem gosta de ser reconhecido pelo poder dela?
    Acho que seu post foi mais para se auto-afirmar. Já percebeu que todo mundo faz isso o tempo todo? Tipo “Oh a vida vale a pena apesar de toda merda” ou “Deus existe e vai me ajudar na vida”, uma coisa para acreditar que o estado atual basta. Não é preciso mudar. Está bom assim. Acho uma coisa super arrogante na verdade. É meio clichê, mas sabe aquela frase que diz que só os infinitamente sábios e os infinitamente todos podem se permitir não mudar? Então, está bem claro que você não é infinitamente tolo.
    E é óbvio que se você perguntar para uma pessoa “Você me traiu?” diretamente ela ficará ressentida pensando “Ele não confia em mim?”
    Há toda uma série de procedimentos que ajudam ou atrapalham em relações humanas que faz delas mais complicadas do que eu ou você somos capazes de racioalizar. Mas conteste ai, podemos fazer um debate o/

    E lembre-se: Idéias devem sempre brigar, pessoas não.

    • André devo dizer que você é um dos meus melhores leitores (se for o André que estou pensando, pois você não pôs seu sobrenome no comentário). Devo dizer que sou meio irredutível em minhas ideias, mas o que você escreveu fez-me repensar alguns de meus conceitos sobre o ciúme.
      Por mais que você queira, não debaterei. Foi uma das decisões que tomei na reformulação da “linha editorial” do blog: não discuto com os comentadores. Mas sem dúvida esse seu comentário já está na lista top 10 que fiz com o que recebo diariamente por aqui.

      Obrigado pelo acesso e pelo comentário.
      Forte abraço!

Faça seu comentário. Exponha sua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s