Ateísmo Não é Moda!


O ateísmo hoje tornou-se uma das correntes de pensamento mais mal interpretadas de nosso tempo, onde a crença cega nas coisas tornou-se um fator de desconfiança e não mais uma regra como outrora. Antes as coisas possuíam uma explicação tosca e acreditava-se nela por aquilo que convencionou-se chamar de fé (costumo chamar de ignorância também). Hoje as coisas estão diferentes. Já não crer-se em qualquer absurdo. Os grandes e irrefutáveis dogmas que minaram a mentes de tantos por séculos foram jogados por terra com a ascensão de nossa visão empírica e científica do mundo e de suas transformações. A explicação religiosa das coisas foi perdendo o crédito, mas ainda mantém-se com uma força de mobilização tremenda (principalmente em nosso atrasado país). Essa força é uma força destrutiva, onde a convicção doente de ver-se portador de uma verdade universal tem feito milhões de vítimas na era moderna.

Dentro dos credos e dogmas que ruíram por causa do desenvolvimento do intelecto e da percepção humana, estão a esdrúxula ideia da existência de seres que possuem ilimitados poderes, que coordenam a existência das pessoas, decidem como será suas vidas, que habitam os céus ou estão acima da nossa capacidade de compreensão. Esses seres podem possuir vários nomes (tudo depende de que mitologia eles povoam). O ser que mais conhecemos aqui é o deus judaico-cristão, divindade provinda da cultura dessas religiões e que faz parte da cultura dos brasileiros também.  Esses seres que há tanto tempo acreditou-se existirem de fato, nada mais são do que meros frutos da inventiva capacidade humana de imaginar, de criar. Eles não existem. Uma corrente de pensamento formou-se então para mostrar através de argumentos racionais e empírico-científicos a inexistência desses seres: o ateísmo. O ateísmo consiste na descrença em coisas que sejam sobrenaturais, que possuam uma pretensa natureza espiritual. São muitos os que fazem parte desse nobre grupo de pessoas. Mas atualmente enfrenta-se uma espécie de praga dentro do ateísmo: os ateus da moda.

Hoje vive-se uma época de modismos. Tudo que faz sucesso tem um grande número de adeptos que costumam aderir a tal da moda do momento para inserir-se num grupo, ser o descolado da turma. Com o avanço da ciência e o desmoronamento dos credos religiosos, a descrença aumentou vertiginosamente nas últimas décadas. O ateísmo aumentou acompanhando o ritmo da coisa. Por causa desse crescimento surgiu um movimento de “saída do armário” ateísta. Pessoas que eram ateias começaram a declarar isso publicamente. Isso, involuntariamente, diga-se de passagem, gerou uma modinha. Hoje existe um grupo que avoluma-se cada vez mais de pessoas que declaram-se ateias mas que sequer sabem o que é ateísmo direito. Esse grupo é constituído na sua esmagadora maioria por adolescente que querem “causar”, serem os “revoltados” da sua turminha (como se ateísmo fosse uma revoltinha adolescente), querem chamar atenção na família. Esse grupo de ateus do momento faz vergonha para os ateus esclarecidos. Sem argumentos, sem o devido conhecimento para defender a descrença, eles dizem absurdos, fazem besteiras sob a bandeira do ateísmo. Enchem a boca para se denominarem ateus, mas ficam desconcertados diante das falácias dos crentes.

O ateísmo não quer pessoas que não sabem nem defender um ponto de vista. Se você quer ser revoltado pinte seu cabelo de rosa e coloque um piercing no meio da sua testa e saia gritando por aí “Sou revoltado! Mãe olha eu aqui!” e não se diga ateu sem nem saber o que é isso. Ateísmo não é moda, não é para adolescentes ignorantes que só querem chamar a atenção. “Ateus” desse tipo o ateísmo dispensa. Saiam de nossas fileiras, ingressem em qualquer lugar, declarem-se qualquer coisa menos ateus, por favor. Evitem-nos essa vergonha.

Anúncios

Sobre Ricardo Silva

Sem talento para auto definições.
Esta entrada foi publicada em Ateísmo com as etiquetas , , , . ligação permanente.

5 respostas a Ateísmo Não é Moda!

  1. O ateísmo não dispensa nada, afinal, ele não é uma corrente religiosa. É apenas uma ideia motivada pela razão. Você não precisa se enriquecer de argumentos, porque sua conclusão já foi tirada, os crentes querendo ou não. O conflito ao contrário dos que muitos pensam não é inevitável. Você é quem escolhe…

  2. Renato diz:

    Então só pode ser ateu quem você permite?
    Tolerante você.

  3. Xhykuz diz:

    A intolerância de quem se advoga “dono” da tolerância e que se alinha de forma”natural” com o bem é uma forma de Ateismo da Moda..

  4. Nihil diz:

    Particularmente, não me importo. Ateísmo é de cunho individual, não existem (ou pelo menos não deveriam existir) “grupos” ateus. Isso caracteriza união de pessoas motivados pela (des)crença.

Faça seu comentário. Exponha sua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s