Madrugada


Troquei.

Troquei o dia pela noite. A noite é muito mais agradável. Esse silêncio, essa calma. Só funciono a noite. A madrugada me faz ficar pensando sobre coisas que durante o dia eu não tenho tempo pra pensar, me faz ver coisas que durante o dia em não tenho tempo pra ver. Gosto da madrugada. Ela nos faz querer ser poetas. Nela arriscamos o que de dia nunca arriscaríamos: arriscamos ser nós mesmos, sem nenhuma espécie de pudor, sem nenhuma espécie de medo. Na madrugada somos autênticos com quem menos costumamos ser: nós.

Por isso prefiro a madrugada. Ela é o espelho da alma, que só conseguimos ver, quando não temos a luz do sol pra nos atrapalhar.

Anúncios

Sobre Ricardo Silva

Sem talento para auto definições.
Esta entrada foi publicada em Filosofando. ligação permanente.

Uma resposta a Madrugada

  1. Kssiddy Weslley diz:

    Sinceramente, não tem haver com a madrugada, tem haver com a solidão. E a madrugada é o tempo que ninguém nos perturba enquanto estamos avaliando o nosso lado poético. Iremos ter o mesmo pressentimento se nos trancarmos no quarto com papel e caneta para poetizar, sem ter compromissos ou alguém a bater na porta.

Faça seu comentário. Exponha sua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s